Especial: Quatro conselhos que eu adoraria ter recebido

Christian Moreira

Olá habitantes. Passei bastante tempo sem interagir com vocês, publicar textos ou compartilhar matérias, entretanto, estive preparando um conteúdo muito especial que vai começar a ser publicado nos próximos dias (então fiquem preparados, já que são matérias muito especiais e cheias de amor).

Gostaria de agradecer por todos os comentários, pelos pequenos textos e todo o carinho que recebi durante esse ano maravilhoso, mas isso vai ser o  assunto de um texto que vai ser publicado daqui algumas semanas . Vocês fazem parte do meu mundo, então para a primeira matéria decidi preparar uma lista com quatro conselhos que eu gostaria de ter recebido no passado. Estão preparados?

1- Brilho de todas as estrelas
Então me diz onde está aquele garoto que sonhava em conhecer o mundo, onde está aquele brilho de todas as estrelas que pertencia aos seus olhos? Onde está aquele menino que prometeu ser feliz e nunca desistir? Eu posso te responder: você continua sendo essa mesma pessoa e tudo isso só está escondido dentro do seu peito, mas nesse momento o que você mais precisa é acreditar e confiar que tudo aos poucos vai se arrumar (tenha fé).

2- Abrace novas oportunidades
Já está mais do que na hora de você abraçar novas oportunidades. Olha, eu sei que está puxado e que tudo muitas vezes parece impossível, mas está chegando. O seu momento está se aproximando, eu sei que é complicado, mas a passos pequenos, você caminha em direção aos seus sonhos. Respire fundo - Vai dar tudo certo, basta você acreditar. Não adianta você se sentir inseguro ou cultivar um medo incapaz de ser controlado. (confie)

3- Labirinto 
No meio da tormenta, tudo parece mais escuro, todos os caminhos se tornam labirintos, principalmente quando a gente perde o controle. Então, nesses momentos, o mais importante é você acreditar em você, siga sua intuição. Você é uma pessoa iluminada que momentaneamente está passando por um momento escuro, então se lembra daquele brilho das estrelas que estava escondido no fundo do seu peito? É a hora de se permitir, respire fundo, mantenha a calma e siga em frente. Quando você parar - depois de ter conseguido - não precisará se sentir mal ou infeliz, mas inteiramente orgulhoso.

4- Poucos sentimentos ficam para sempre

Não se sinta obrigado a conviver com pessoas ou com situações que não te fazem bem. Se for necessário, desapegue de tudo o que atrapalha os seus planos, o seu sorriso e o seu dia. Não tenha medo de se arriscar e não fique pensando que todo mundo foi feito para fazer parte da sua história: poucas pessoas realmente são especiais, poucos sentimentos ficam para sempre e problemas foram feitos para serem resolvidos. Aprenda a apagar da sua vida pessoas que não te acrescentam nada, aprenda a desapegar do que não serve mais, ou melhor, nunca serviu (Esse texto foi publicado no final de 2015).

Espero que você tenha gostado e que se inscreva para receber vários outros conteúdos. Além disso, não deixe de acessar o blog diariamente para receber várias matérias que foram preparadas com muito amor e carinho.Também gostaria de pedir sua opinião sobre o blog, sobre a lista etc (vou adorar responder todos). 

4 comentários:

  1. Olá!
    Ótimo texto o seu!E esse 4 foi excelente!
    Parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Que bom que gostou e seja bem vindo ao meu mundo.
      Abraços!

      Excluir
  2. Olá!!
    AMEI! Eu adorei o segundo... me tocou demais! Fiquei um tempão pensando na minha vida. Eu sou extremamente positiva com as outras pessoas, mas quando se trata de mim, eu não consigo! Acho que tudo vai dar errado, que eu não vou conseguir... isso é algo que eu preciso trabalhar!

    Abraços
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      O segundo realmente é encantador. Antes fazia isso, mas percebi que me importar muito com as outras pessoas não iria ajudar, então aos poucos fui tentando me encontrar e finalmente consegui. Você pode ir tentando solucionar isso aos poucos.

      Abraços!

      Excluir

Compartilhe com outros leitores sua opinião